HEUFPel
 
Logo HELogo HE
Webmail
INFORMES ADMINISTRATIVOS


COMUNICADO CCIH CI N 004/2018 - RESTRIO DE VISITAS NO PERODO SAZONAL
Publicado em: 18/04/2018    
COMUNICADO UNIDADE DE ALMOXARIFADO - PEDIDOS DIA 17
Publicado em: 09/04/2018    
VIDEOCONFERNCIA LANAMENTO DIRETRIZ EBSERH DE HUMANIZAO
Publicado em: 26/03/2018    
EXTRACTUS ITINERANTE - 26/03
Publicado em: 23/03/2018    
CONVITE CORREDOR ARTE - "RELATAR.AMAR"
Publicado em: 08/03/2018    
 
Notícias
   
  MDICO DA ATENO DOMICILIAR DO HE PREMIADO EM CONGRESSO
 
 

Ocorreu nos dias 6 e 7 de abril em Curitiba/PR o III Congresso Sul Brasileiro de Atenção Domiciliar, que contou com a 1ª Edição do Mapeamento de Experiências Inovadoras em Gestão do Trabalho e da Educação em Atenção Domiciliar. O médico de família e comunidade, Tiago Maas, que atua na Atenção Domiciliar do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel) foi premiado pelo trabalho “Otimização na gestão de encaminhamentos e no processo de trabalho do SAD Pelotas/RS”.

"Acredito que esta premiação valoriza as complexas tarefas de avaliar e planejar um serviço de saúde. Temos trabalhado arduamente em equipe e espero que, ao fim deste processo, possamos oferecer um cuidado ainda mais qualificado às pessoas que acompanhamos em casa. Afinal, eles são o foco de nosso esforço", comentou Maas.

Resumo do Trabalho

O Serviço de Atenção Domiciliar do município de Pelotas tem 13 anos de história e está vinculado ao Hospital Escola da UFPel/EBSERH. Teve sua origem na criação do PIDI (Programa Interdisciplinar de Internação Domiciliar) no ano de 2005, com foco no acompanhamento de pacientes oncológicos em cuidados paliativos no domicílio. Em 2011 foi criada uma segunda equipe de PIDI e em 2012 foram acrescidas três EMADs e uma EMAP, já sob o nome do Melhor em Casa. Apesar da longa história do serviço, diversos entraves e problemas eram relatados recorrentemente pelos diversos profissionais atuantes. No intuito de planejar uma intervenção no programa, mediante a realização de diagnóstico situacional durante o ano de 2017, foram levantados 10 entraves recorrentes, agrupados em 4 nós críticos. Os principais problemas encontrados foram: demora na entrega dos formulários às equipes, demora das mesmas em efetuar a primeira visita, falta de padronização dos formulários de entrada, de acompanhamento e de alta e inexistência de indicadores de processo, de construção de Projetos Terapêuticos Singulares e de pactuação de metas. No início deste ano, concluído o diagnóstico do serviço, foram propostas e implementadas três ações principais: (1) construção de planilha virtual no programa Google Worksheets para monitoramento dos encaminhamentos recebidos, com dados de entrada, fluxo interno e saída, gerando diferentes indicadores, tanto gerais, quanto por equipe. (2) padronização de todos os formulários utilizados pelo programa, de forma que possibilitem a coleta simples de dados para a planilha previamente citada. (3) otimização do processo de gestão dos pacientes acompanhados pelo programa, com a criação de um modelo próprio de PTS (Mapa de Cuidados) e de planilha baseada no método Kanban, para monitoramento de tempos de internação, pendências e destino de cada usuário. Apesar de o processo de intervenção ter sido iniciado há pouco tempo, já foram levantados indicadores e reflexões pertinentes para melhoria do serviço, integrando a maior parte dos profissionais. Acredita-se que ao fim deste processo será possível levantar dados mais consistentes de nossa capacidade operacional, bem como acertos, correções e problemas persistentes.

 

 
 
Localização

Rua Professor Araújo, 538 - Pelotas, RS - Brasil
Fone: (53) 3284-4900

Cadeado